<$BlogRSDUrl$>

sexta-feira, julho 18, 2003

  Quem Constrói os Robots - The Last Post - Sobre a Pobreza

(Este é o ultimo post da série com este título. Não porque o assunto se esgote, mas porque o título está a ficar muito robotizado)

Começemos pelas cenas do último capítulo. Jorge reagira à última acção opinativa do Jaquinzinhos deste modo:

Agora explica-me lá como é que fazes o que a Agenda 21 propõe obedecendo cegamente à lógica do mercado livre que neste momento está dominado, nos sectores mais importantes (e em cada vez mais sectores), por grandes corporações multinacionais e grupos empresariais dominados pelos países mais ricos, que têm todo o interesse em sabotar, por exemplo, o ponto g). Explica-me como é que a lógica do mercado livre se compatibiliza com o ponto h), que enquadra tudo nos "objectivos nacionais, sociais, económicos e de desenvolvimento" das nações, o que implica alguma planificação do desenvolvimento. Explica-me como é que o Deus Mercado faz para cumprir todo o Capítulo 3. E tantos eteceteras, pá, tantos...

Os meus jaquinzinhos:

1. Não faz sentido referir um "mercado livre que neste momento está dominado". Se está dominado, não é livre. Os mercados são geralmente dominados sempre que os governos tomam "medidas completamente anti-liberais e algumas claramente socializantes".

2. No objectivo H (bom nome para um romance de Frederic Forsyth) lê-se:

h) Remove biases against exports and in favour of inefficient import substitution and establish policies that allow them to benefit fully from the flows of foreign investment, within the framework of national, social, economic and developmental goals;

isto é, só um mercado livre de proteccionismos pode permitir desenvolvimento nacional, social e económico.

3. Não é o Deus Mercado que tem que fazer o que quer que seja para cumprir todo o capítulo 3). Importante é evitar que muitos demónios façam tudo para que o capítulo 3) não seja cumprido.

Teorema:

A existência de pobreza só foi diminuida a valores residuais nos países que adoptaram regimes de economia liberal ao longo de várias décadas. A única inferência que se pode fazer da análise histórica, é que a única solução conhecida, testada e sustentada que ataca convenientemente o problema da pobreza chama-se capitalismo.

Demonstração:

Lista dos 25 países que lideram o Índice de Desenvolvimento Humano da UN: Norway, Iceland, Sweden, Australia, Netherlands, Belgium, United States, Canada, Japan, Switzerland, Denmark, Ireland, United Kingdom, Finland, Luxembourg, Austria, France, Germany, Spain, New Zealand, Italy, Israel, Portugal, Greece, Cyprus, Hong Kong.

QED.

Fim de Página