<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, julho 14, 2003

  Quem constrói os Robots?

O incongruências lançou o mote. "Como estaremos daqui por 15/20 anos?" E sugere um futuro negro. As novas tecnologias vão provocar aumentos vertiginosos de desemprego, e no limite, teremos "empresas ultra automatizadas, com as fábricas paradas, sem ter a quem vender os seus produtos.”

Incongruência nº1: Todas as velhas tecnologias tiveram a sua idade da beleza suprema. Velho, antes de ser velho foi novo. E o novo sempre amedrontou. Os aquedutos ameaçavam mandar por água abaixo as carreiras dos aguadeiros, a maravilha do automóvel era a desgraça dos criadores de cavalos, o comboio trucidou o negócio das diligências, o avião afundou o transporte naval, a televisão iriaa calar a rádio, a máquina de calcular empoeirou as tábuas de logaritmos, o processador de texto riscou do mercado a máquina de escrever, o e-mail enviou para o passado a carta de amor, os telemóveis simbolizam os maus tempos dos produtores de fio de cobre, a folha de cálculo destruiu as carreiras dos analistas financeiros de outrora, as máquinas digitais estão a condenar todas as ‘one hour photo’ deste planeta.

E porque os computadores já computam há algumas décadas, pergunta o ‘jaquinzinhos’ onde param esses milhões de desempregados que o silício condenou a esse desemprego final. Superma incongruência: não só não existe, como são justamente as indústrias de novas tecnologias que mais gente empregam. Afinal, alguém tem que construir os robots.

(continua)

Fim de Página