<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, agosto 11, 2003

  Tintas e Ferragens

Numa destas noites quentes algarvias, vi uma reportagem numa TV sobre tatuagens e piercings. A certa altura uma menina, cuja cara mais parecia uma loja de ferragens, queixava-se por ter sido preterida em vários empregos por gente menos capaz. Que injustiça!!! A menina investiu tanto tempo e dinheiro a embelezar-se, e agora é preterida por gente vulgar e sem gosto! Parece-me obrigatória a intervenção do governo. Exigem-se medidas punitivas para quem discriminar jovens metalizados e talvez seja necessário estabelecer quotas para mais esta minoria espoliada nos seus direitos.

Na mesma reportagem apareceu uma senhora de 60 anos que se intitula recordista mundial das tatuagens. O corpo da senhora recordou-me uns antigos cortinados de uma velha casa que a minha avó tinha em Olhão. A senhora mostrou para quem quis ver as partes pudibundas, profusamente decoradas com piercings ameaçadores que me sugeriram as barreiras que os alemães espalharam pelas praias da Normandia para o Dia D. Dizia ela que gosta muito de sexo. Espero que encontre facilmente quem não se importe por ir para a cama com um cortinado de 60 anos e com barreiras metálicas anti-penetração.

E viva a liberdade!

Fim de Página