<$BlogRSDUrl$>

sábado, setembro 06, 2003

  TSF de Esquerda?

Noticiário das 10:00.

1. Demisão de Mahmoud Abbas, em conflito com Arafat. Comentador TSF: José Goulão. Resumo do comentário: Sharon conseguiu mais uma vez destruir o processo de paz, o seu objectivo de sempre porque Israel negoceia sempre em falso. Agora, Sharon prepara-se para assassinar Arafat. Além disso, Abbas demitiu-se porque Israel isto, Israel aquilo, Israel e mais Israel. A TSF não ouviu mais ninguém.

2. O Guardian (sempre o Guardian) publicou um artigo de um antigo ministro do governo de Blair. Michael Meacher informa que os americanos sabiam do atentado às torres gémeas mas não fizeram nada porque queriam um argumento para impôr o seu império e controlar o petróleo no mundo. O tom de voz era: ‘tão a ver?... os gajos sabiam...”.

O comentário da embaixada americana em Londres "Mr Meacher's fantastic allegations - especially his assertion that the US government knowingly stood by while terrorists killed some 3,000 innocents in New York, Pennsylvania and Virginia - would be monstrous, and monstrously offensive, if they came from someone serious or credible." foi apresentado no fim. Não sem antes se ter sugerido que este artigo colocava ainda mais pressão em Blair. A minha companhia no carro, que apesar de bloquista é uma excelente pessoa, comentou: ‘eheheh, olha como os gajos ficaram à rasca’. Referia-se aos americanos, claro. Ou aos ingleses. Referi que as entoações podem fazer um artigo parolo parecer sério e um comentário jocoso parecer ridículo.

Quase a terminar, ‘Médicos de Setúbal em Greve’. Querem receber horas extraordinárias num montante que a administração acha que não lhes deve (mas esse detalhe não foi dito na notícia). Cerca de 5.000 contos para cada médico. Ouve-se o homem do sindicato (apenas) que alerta para os perigos que a população corre e os riscos em caso de urgências, por haver falta de médicos, por culpa da administração. Em caso de necessidade os doentes de cardiologia correm perigo de vida, por culpa da administração. A frase final é fantástica: por questões de deontologia médica, os responsáveis pela greve vão organizar um sistema de transferências para outros hospitais, para salvarem vidas. Suponho que salvam as vidas que a administração do hospital deixaria morrer por não pagar mais 5.000 contos a cada um. Gestores assassinos!

A última notícia foi totalmente isenta. Portugal perdeu com a Turquia em SUB-21.

Fim de Página