<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, fevereiro 17, 2004

  As Farmácias 2

Perguntam-me o Rui do Adufe e o e Nelson do Ai Jesus! porque é que sugeri um hiato de 5 a 10 anos entre a liberalização da propriedade das farmácias e a liberalização da instalação.

A razão é simples: para permitir a todos aqueles que nestes últimos anos pagaram balúrdios por uma farmácia, muitas vezes à custa de endividamentos no limite, a resolução das suas situações pessoais; para permitir o aparecimento de grupos e associações entre farmacêuticos ao mesmo tempo que se desmotivam novas transações de alvará com prémio.

E sim, muitas farmácias prestam um verdadeiro serviço público. Basta verificar as obrigações de serviço permanente em quase todas as pequenas vilas e aldeias de Portugal para o compreender.

Fim de Página