<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, março 31, 2004

  Retalhos na Vida de um País

Manuel Carvalho prefere que a descentralização seja decidida centralmente. Que as regiões não tenham uma palavra a dizer sobre as regiões. Que as decisões sobre quem toma as decisões regionais sobre assuntos regionais sejam centralizadas no Terreiro do Paço. Que contradição não é?

Há 9 meses, neste blogue: (posta de 1 de Julho de 2003)

"...A lei deveria beneficiar fortemente a concentração voluntária de municípios. Fazer a regionalização de baixo para cima. Dar mais a quem tem mais população. Extinguir ou fundir os mini-municípios ou integrá-los em municípios vizinhos. Quem quiser ficar orgulhosamente só, terá menos dinheiro. Muito menos dinheiro. Municípios que escolhessem voluntariamente a sua concentração teriam uma forte bonificação na repartição de verbas. Com menos de 5.000 habitantes, nem pensar. Com menos de 10.000 desapareceriam a pouco e pouco. E num prazo mais ou menos longo, o limite poderia ficar nos 25.000 habitantes..."

Fim de Página