<$BlogRSDUrl$>

domingo, março 14, 2004

  "We're Only as Strong as Our Weakest Link"

Em 2001, nos Estados Unidos da America, perderam a vida 2.978 pessoas vítimas do terrorismo. No mesmo ano foram 157.400 as vítimas de cancro do pulmão, 42.116 as vítimas dos acidentes na estrada e 3.456 as vítimas de má-nutrição. 2001 foi um ano atípico. Todas as vítimas estão relacionadas com 0 9-11.

Neste interessante artigo publicado na Wired, o autor (Bruce Schneier) questiona-se sobre a necessidade de afectar tão importantes recursos na tentativa de evitar ataques terroristas, analisando a baixíssima probabilidade dos mesmos acontecerem e a aparente ineficácia das medidas de defesa.

Por exemplo, os responsáveis do aeroporto de Los Angeles estão a planear alterações no desenho das instalações para melhor se defenderem de potenciais terroristas. Mas por muito seguro que seja LAX, o assassino pode sempre ir de carro para San Diego e entrar num avião para LA. A nossa segurança mede-se pelo elo mais fraco.

O atentado de Madrid deixou muita gente preocupada em Portugal com o que pode acontecer durante o Euro-2004. Resta saber que tipo de medidas é que permitem evitar que um qualquer fanático entre num autocarro da Carris ou no Metro e detone uma bomba.

O melhor investimento será mesmo aquele que se faz em 'intelligence'.

E claro, o mais eficaz combate ao terrorismo faz-se nunca permitindo que um acto terrorista se possa constituir numa vitória para os assassinos. NUNCA.

Fim de Página