<$BlogRSDUrl$>

sexta-feira, maio 14, 2004

  O Abrupto Jaquinzinhos feito pelos seus leitores.

2 e-mailes recebidos sobre Champalimaud. Se os autores autorizarem, substituirei as iniciais pelos nomes.
___

"Os complexos da esquerda em relação ao capitalismo e a ignorância da dita , impedem-na de vislumbrar o positivo da obra de um homem que gerou riqueza e emprego em Moçambique, Portugal e Brasil ( 3 continentes diferentes ). Em Moçambique, anos 60, na fábrica de Cimentos da Matola, conta-me o meu pai que na altura lá trabalhava , às 7 h da manhã já C. estava na fábrica a trabalhar na linha de produção, a sujar as mãos . Em Maceira ? Leiria , os trabalhadores da fábrica de cimentos ( depois Cimpor, hoje Secil ) tinham direito a bairro social com casa individual com jardim ( um luxo mesmo nos dias de hoje) , teatro / cinema e piscina da casa de pessoal , escola primária, grupo desportivo/campo de futebol , etc?ou seja tudo aquilo que a esquerda queria implementar no PREC mas que não teve engenho nem arte!......e quanto ao Brasil , não conheço mas a trajectória não deve ter sido diferente. Para quem quiser visitar a fábrica de Maceira , a obra continua à vista.

Com os melhores cumprimentos

JB"

____


"Os piores cegos são os que não querem ver. Como é possível que alguém fale mal de um homem que criou dezenas de milhares de empregos em 3 continentes, pagando sempre ordenados acima da média e dando condições de trabalho como os camaradas nunca foram capazes de dar a ninguém e na hora de morte mostra o seu enorme atruísmo?"

HMS"

Fim de Página