<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, junho 14, 2004

  Breves Considerações Sobre a Noite Europeia

1. Grande vitória do Partido Socialista. Além de ter tido mais votos que os adversários, livrou-se de uma assentada de meia dúzia de inconvenientes. Ana Gomes, Edite Estrela, Sérgio Sousa Pinto, Jardim Fernandes, Francisco Assis, Fausto Correia e Jamila Madeira, vão todos de frosques.

2. Já há candidatos perfilados para as eleições de 2009. Narciso Miranda já tinha dito "primeiros!" no PS. Ontem, no PSD, Luís Filipe Meneses pediu explicitamente para o mandarem para longe na próxima oportunidade.

3. Quando olhei para a televisão após o futebol vi Miguel Portas e a festa do Bloco. A animação era tanta que cheguei a acreditar que tinham ganho com maioria absoluta. Depois caí em mim e admiti a eleição pelo Bloco de 2 ou 3 deputados. Afinal vai só o Miguel. Um outro deputado não foi possível. Talvez em 2009, se a abstenção chegar aos 80%. A animação é facilmente explicável: o pessoal do Bloco gosta é de festas e de copos.

4. O Partido da Nova Democracia ganhou. Na Grécia.

5. António Costa foi ingrato. Fartou-se de distribuir agradecimentos e ignorou ostensivamente a colaboração de Paulo Ferreira. Não se faz...

6. O PSD e o PP assobiaram para o lado e espetaram o dedo na direcção da abstenção. Restam ao governo duas hipóteses para o próximo biénio: ou estoiram as contas públicas e ganham as próximas legislativas, ou governam com responsabilidade e respeito pela riqueza nacional e perdem.

7. Chirac e Barroso foram os azarados da noite. Se o França-Inglaterra tem sido no Sábado... se o Portugal-Grécia tem sido só no Domingo... Na Grécia e na Espanha os partidos no poder safaram-se. Nota-se aqui uma forte correlação com resultados da véspera. Não percebo porque é que ninguém se lembrou de atirar as culpas para o sorteio...

Fim de Página