<$BlogRSDUrl$>

sexta-feira, junho 18, 2004

  Dumping

O Rui do Adufe, o Miguel do Intermitente e o João Miranda no Blasfémias envolveram-se num interessante debate sobre dumping.

Na última resposta, escreveu o Rui:

"1º - peguemos em duas lojas vizinhas (para o efeito é irrelevante a dimensão ou o que vende, podem até ser prestadores de serviços). Uma vende os produtos com uma margem de 1% sobe o custo. A outra oferece os produtos a custo zero. Ao fim de dois meses a primeira fecha as portas porque não vendeu sequer uma caixa de fósforos e deixou de conseguir cumprir com os seus compromissos (pagamento da renda, consumíveis, etc)."

Deixa ver se percebo... A que oferece os produtos à borla, aguenta-se e a que vende... fecha? Não faz muito sentido, pois não? Eu esperava que fosse ao contrário... Até porque o dono da loja que não faz dumping pode adquirir TODOS os produtos ao lojista que os oferece. Mesmo que o logista borlista esteja a fazer um forte investimento no futuro, no dia em que ele aumentar as margens para valores de monopólio... a loja em frente abre outra vez. Com outro dono, talvez, que não investiu fortunas. Ganham sempre os consumidores, excepto quando aparecem governos a limitar o acesso ao mercado.

Péssima ideia a do comerciante dumpista. Dumb.

Fim de Página