<$BlogRSDUrl$>

sábado, junho 26, 2004

  I Was There

Estava eu em alegre computação exceliana, debatendo pressupostos, adivinhando evoluções, desenvolvendo pertinazes What-Ifs e tentando atingir um qualquer convencimento no meio de uma parafrenália de TIRs e VALs, quando um colega espreita pela porta e dispara: "Tenho aqui um bilhete a mais para a bola. Queres vir?" Respondi com convicção: "File-Save-Close-Alt F4-Shutdown."

Cachecol comprado no quiosque da esquina, ala que se faz tarde a caminho do estádio dos lampiões. Logo à entrada encontro um amigo. Fino, tinha convite para uma zona VIP. Ainda não estava sentado já ele me enviava um SMS com as coordenadas. Daí a pouco, mais um: "Estou ao lado no nosso Peseiro". Logo: "O Baia esta atras de mim." E logo a seguir: "O Poeta Alegre esta sentado a minha frente". Respondi-lhe: "Marisa Cruz atras de mim". Era mentira mas pelo menos provoquei-lhe um merecido torcicolo.

O meu lugar era numa zona mista, no meio de portugas e bifes em animada compita pelos decibéis.

O meu vizinho da esquerda tinha aspecto de talhante reformado da Bobadela, admitindo que é possível tipificar os talhantes reformados da Bobadela porque não conheço nenhum. A potência com que o homem cantava o hino abafando 20 bifes de cada vez que abria a bocarra permitiu-lhe conquistar a admiração e o respeito dos vizinhos. Por três vezes andei aos saltos abraçado ao homem, algo que antes do jogo era capaz de apostar dobrado contra singelo que nunca aconteceria.

A culpa de ter perdido a voz é em parte dele. A gente quer fazer-se ouvir e o talhante colocava a fasquia muito alta. Foi ele que começou a cantar o hino no início do prolongamento.

De casa, os meus filhos informavam-me dos detalhes. "Foi falta. Não entrou. Compras-me o Euro 2004 para a Playstation?". Quem não teve a mesma sorte foram os meus familiares afastados que sobrevivem na Venezuela do incompetente Chavez. "Our president in Venezuela has been talking on every single TV channel for the past seven hours! So we cannot watch the game either." Está a aprender com o seu role-model cubano.

O jogo foi o que se viu. Inesquecível. Quando acabou tive que juntar os bocados do coração. Do meu. O do nosso Ricardo é maior. É de Leão. Finalmente parece que vão deixar de falar no Vitor Baía. Proponho uma medalha de comendador para o Postiga. Beckham Back Home.

E, sorte a minha, o único bilhete que tinha para o Euro é para o jogo 29. 1ª meia final. É onde Portugal caiu. I'll be there.

Fim de Página