<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, agosto 24, 2004

  Bagão, a Ministra Passou-se...

Leio no Diário Digital:

A ministra da Ciência, Inovação e Ensino Superior, Maria da Graça Carvalho, tem um plano para recuperar 40 mil licenciados no desemprego. Em entrevista ao Diário de Notícias, publicada esta terça-feira, precisou que vão ser concedidas bolsas a quem reconverter o seu curso em áreas de formação que fazem falta na administração pública.
Deixa ver se estou a perceber...

O estado já emprega 700.000 funcionários ou 900.000 ou um número qualquer nesta ordem de grandeza. O estado, quer por culpa do seu excessivo peso no consumo da riqueza criada em Portugal, quer pela produção de legislação restritiva da actividade, é o principal causador dos desequilibrios macroeconómicos cujas consequências se medem não só em menos riqueza mas também em desemprego. O estado oferece cursos superiores gratuitos ou quase-gratuitos cujas valências não encontram eco na sociedade civil, licenciando futuros-desempregados crónicos. O estado que faz todos estes disparates, quer fazer um ainda maior: absorver na função pública estes milhares de licenciados sem emprego.

Brilhante, senhora ministra. Os desempregados licenciados, em vez de procurarem alternativa de vida, vão continuar à espera que o papá estado lhes resolva a situação, aliciados e iludidos por declarações impensadas, ou pior ainda, pensadas.

Se há falta de pessoal qualificado na função pública, qualifiquem-se os que por lá já andam. Deixem de financiar cursos superiores sem interesse. Deixem que seja o mercado de trabalho a selecionar os licenciados que necessita. Vouchers em vez de financiamento directo às universidades.

E deixem de oferecer licenciaturas a metro só para satisfazer as cátedras vitalícias de alguns doutores.

O aumento do número de funcionários públicos e o custo acrescido do peso do estado só pode ter como consequências indirectas aumento de desemprego, menor criação de riqueza e mais impostos no futuro.

O que vale é que o seu colega das Finanças não a vai deixar fazer tamanha asneira... Espero.

Fim de Página