<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, agosto 09, 2004

  Rigor

Li pela milésima tricentésima quarta vez uma notícia/comentário/insinuação/crítica sobre uma tal Halliburton. Ao que parece é uma empresa americana ligada a Dick Cheney e que está a fazer fortuna à custa das ligações a Bush e ao governo americano. Desta vez foi Rui Tavares que no Barnabé nos sugere que a "a Hallyburton sextuplicou os seus lucros desde que Dick Cheney passou a ser Vice-presidente dos EUA", baseada numa notícia do Govexec.com. Por sinal, mal. A notícia diz algo diferente, mas a sugestão subjacente é a mesma: Negócios chorudos, lucros estratosféricos, Bush.

Lembrei-me de tentar encontrar a verdade. Está na net. A Halliburton teve avultados prejuízos nos últimos 2 anos.


(Números em milhões de USD)

A Halliburton tem tido um comportamento bolsista inferior à média. Se Bush, Cheney ou o Pato Donald fizeram alguma coisa à Halliburton foi metê-la abaixo do S&P 500. Se eu fosse accionista da Halliburton era capaz de estar a rezar por Clinton.

Na verdade o meu interesse pela Halliburton é mais ou menos igual ao que tenho pela tampa do ralo do bidé da Tatiana Romanova. E é mais ou menos o mesmo interesse que alguns têm pelo rigor ou pela verdade quando o boato é a favor.

Fim de Página