<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, setembro 06, 2004

  Notas Apos Alguns Dias Blog-Free

1. O Bruno, ultimamente muito mediático, fala na Geração Bornediep. Quando li o título da posta pensei que ele se estivesse a referir aos futuros putos que não foram abortados na clínica ambulante do barco. Afinal o Bruno fala-nos de uma geração que não existe mas que ele quer acreditar que existe.

Para já quero dar os parabéns aos organizadores. Se o objectivo era conquistar adeptos para a causa da despenalização, conseguiram exactamente o oposto. E até eu, que defendo uma nova lei para o aborto e a despenalização das mulheres que o praticam, fico de pé atrás. Não quero fazer parte do mesmo grupo do Anacleto, do Clube Safo, da tolinha holandesa que fala de cátedra sobre leis que evidentemente desconhece, de meninos do Bloco que gritam pela liberdade de expressão ou de palerminhas orfãos do comunismo que dizem que em Portugal estamos próximos uma ditadura fascista.

Em relação a estes, quero estar sempre do outro lado. E o outro lado não devia ser o lado certo para estar. Metam uma coisa na cabeça: para a causa da despenalização do aborto, a vinda do barco foi uma tragédia. Não vi ninguém mudar de opinião a favor da posição das mulheres que fazem ondas, mas vi muitos moderados radicalizarem-se do lado do não ao aborto.

2. Não é fácil explicar a uma criança o que se passou na Rússia. Foram homens maus. Terroristas. Os problemas chegam com as perguntas que se seguem. "Porquê?". "Eles não gostam de crianças?". "Os homens que fizeram isto vão para uma prisão?". "Vão para o Inferno?". "Eles não têm filhos?". "Há terroristas em Portugal?". "Há árabes em Portugal?". "O Alá é mau?".

3. O outro Bruno já tem o seu blogue. Um bom regresso ao Desesperada Esperança.

Fim de Página