<$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, outubro 28, 2004

  Boti... butti... qualquer coisa oni.

O politicamente correcto desceu ao seu nível mais baixo. Ficamos a saber que na Europa actual, um professor universitário, bom pai de família e católico praticante não pode ser membro da comissão europeia se acreditar piamente nas historinhas do Vaticano e não for hipócrita a ponto de dizer aquilo em que não acredita. A esquerda patética. Os liberais armados em censores de opinião.

Agora só falta expulsar do Parlamento Europeu o líder dos verdes. E haveria bastantes motivos para o fazer. Vale a pena ler o naco de prosa de José Manuel Fernandes no Público de hoje:

"Um dos heróis da discussão parlamentar foi o mesmo que, na década de 70, quando trabalhava num infantário, descreveu assim algumas das suas experiências: "Às vezes acontecia que algumas crianças abriam a minha braguilha e começavam a acariciar-me. (...) Se insistiam, também as acariciava. (...) As meninas de cinco anos tinham aprendido como excitar-me. É incrível." Quando estas declarações antigas foram desenterradas pelos "media" falou-se de "caça às bruxas", pois o seu autor é, "apenas", o intocável Daniel Cohn-Bendit. Se, por acaso, fosse indicado para comissário do mesmo pelouro que Buttiglione, alguém imagina que se levantaria idêntica tempestade entre os deputados?"


Fim de Página