<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, março 31, 2004

  “One Man’s Vampire is Another Man’s Freedom Fighter”

Embora correndo o risco de me confundir com o Intermitente, não resisto a mais um exercício de copy-paste.

O blogue é o Europundits. O post começa assim:

A CRIME AGAINST HUMANITY
By Nelson Ascher

Indignation took hold of the whole world as soon as news transpired of the cold-blooded murder of Transylvania’s spiritual leader, Count Dracula. The militant and founder of the local anti-imperialist movement was a victim of what both human rights organizations and specialists in International Law called an “extra-judicial execution”. The UK government took responsibility for the action, justifying it as a legitimate reprisal against an open enemy in a context of war. Diplomatic sources, on the condition of anonymity, disclosed that the aristocrat has been killed by members of the SAS under the command of the notorious Dr. Abraham Van Helsing.

...


Sigam este link para ler mais.


  O Australian errou...

Vejam bem esta correcção/errata/pedido de desculpas feita por um jornal australiano... (via Samizdata)

"A story headlined 'Syria seeks our help to woo US' in Saturday's Weekend Australian misquoted National Party senator Sandy Macdonald. The quote stated: "Syria is a country that has been a bastard state for nearly 40 years" but should have read "Syria is a country that has been a Baathist state for nearly 40 years." The Australian regrets any embarrassment caused by the error."

Mas... não são sinónimos?

  Retalhos na Vida de um País

Manuel Carvalho prefere que a descentralização seja decidida centralmente. Que as regiões não tenham uma palavra a dizer sobre as regiões. Que as decisões sobre quem toma as decisões regionais sobre assuntos regionais sejam centralizadas no Terreiro do Paço. Que contradição não é?

Há 9 meses, neste blogue: (posta de 1 de Julho de 2003)

"...A lei deveria beneficiar fortemente a concentração voluntária de municípios. Fazer a regionalização de baixo para cima. Dar mais a quem tem mais população. Extinguir ou fundir os mini-municípios ou integrá-los em municípios vizinhos. Quem quiser ficar orgulhosamente só, terá menos dinheiro. Muito menos dinheiro. Municípios que escolhessem voluntariamente a sua concentração teriam uma forte bonificação na repartição de verbas. Com menos de 5.000 habitantes, nem pensar. Com menos de 10.000 desapareceriam a pouco e pouco. E num prazo mais ou menos longo, o limite poderia ficar nos 25.000 habitantes..."

  Como Diz Que Disse?

"Ao querer deixar o processo ao livre arbítrio dos autarcas, o Governo conseguiu apagar de uma só vez o vasto e importante pensamento que o país produziu nos últimos 40 anos sobre a política regional." Manuel Carvalho, hoje, em editorial no Público.

Do que é que ele estará a falar?

terça-feira, março 30, 2004

  O Admirável Mundo Novo dos Doces do Tempo da Minha Avó

"A PRO TESTE exige que o Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, em conjunto com as entidades envolvidas (como as organizações de produtores e os organismos de controlo), deverá criar legislação específica que defina os ingredientes, o modo de confecção, bem como as características ao nível do sabor e do odor para cada doce. Só assim, o consumidor tem a garantia de que são sempre utilizados os mesmos critérios no fabrico." (via Cibertulia)

Que horror! Eu só quero que o governo deixe em paz o Pão de Ló de Alfeizerão e os Ovos Moles dos cagaréus, em alegre concorrência pelos vários fabricantes. Se querem controlar a higiene e a qualidade dos ingredientes, que o façam. Querer normalizar o sabor, o odor a as características é por demais disparatado para levar a sério. Por alguma razão a ProTeste deixou de entrar em minha casa há muitos anos. E tão cedo não volta a entrar. É que nem o português se aproveita: "A Proteste exige que o Ministério ... deverá criar...".

  Silhueta


São Gens, Beira Alta

  Ganda Ideia!

Vamos lá a exercer este direito que a todos assiste. Bombeiros, polícias, médicos, enfermeiros, funcionários judiciais, controladores aéreos, trabalhadores municipais, da recolha do lixo, dos transportes públicos, aproveitem agora. As vossas reinvidicações têm muito mais força naquele mesito.

Peçam este mundo e o outro, vamos lá ameaçar deixar isto de pantanas que tão cedo não devemos ter outra oportunidade tão boa como esta...

segunda-feira, março 29, 2004

  ABAIXO O JAQUINZINHOS!!! Updated! *2/4/2004

E que me dizem desta selecção de alguns dos melhores insultos que apareceram nas caixas de comentários deste blogue?

Comentarista: _AcHtUnG_

"...felicito-te jcd, conseguiste descobrir alguém que escreve mais lixo que tu!"

"Que argumento mais parvo e demagogico jcd"

"E já agora, o que é que você tem contra o comunismo?"

Comentarista: Ana Cristina Moreira

"É impressionante até aonde pode chegar a burrice provocada pela ideologia cega."

Comentarista: aZELha

"Os jaquinizinhos nacionalistas têm um real problema com o único prémio Nobel vivo português, não têm? O problema para estes peixinhos "piquininos" é que o homem é memos um nobel... que injustiça!!! Bem que tentarm tramã-lo, mas Sousa Lara, essa sumidade cultural laranginha acabou melão."

Comentarista: Daniel Tecelão

"Este Janquinzinhos,deveria ser objecto com carácter de urgencia a acções de metapsicologia. Um dia será tarde!!!"

"Não se percebe se é demagogia sofisticada se estupidez singela."

"Soubesse Aznar da existência de janquinzinhos, e certamente o quereria como assessor,tambem manipula bem!!!"

"Um grande BAHHHHHHHHHHHH para essa treta safada!!!!!!!!!!"

"Jaquinzinho ultrapassou tudo o que era tolerável,chamar-lhe intelectualmente desonesto,não basta. Acho que foi acometido de catalepsia,é grave!!!"

"Aonde leva a prenhe imaginação dos liberaloides"


Comentarista: Dragão

"Cofessa lá, ó jaquinzinho: o teu sonho, quando fores grande (pr'aí carapau de corridas) é seres como o Luís Delgado, não é?!..."

"...consigo pensar em duas explicações plausíveis para a americanolatria deslavada e acéfala aqui do "jaquinzinho": a) Pagam-lhe em dinheiro, benesses ou favores; e então é um caso de comércio. b) Não lhe pagam. Ele acredita piamente nas pérolas que emite (ou emete). E então é pura e veemente estupidez."


"O tipo teve um resquício de vergonha e foi ler uns livros para ver se percebia o significado de "liberal". Entretanto, ao informar-se, deve ter sofrido um grande choque. Primeiro, porque um livro tem muito mais páginas que um jornal, o que lhe deve ter causado um esgotamento psíquico logo ao fim do prefácio; depois, porque antes de entrar em bloqueio cerebral, conseguiu ainda um vislumbre pálido do devaneio tanso em que tem vegetado."

Comentarista: Espadarte

"O pior cego é o que não quer ver, o pior jaquinzinho o que insiste em ser comido pela cegueira ideológica."

Comentarista: Ex-Leitor do Blog

"É pena que a "parcialite aguda" que por vezes ataca este bolgue esteja a tornar este jaquinzinho cada vez mais parecido com um cherne."

Comentarista: Fatela

"Este jaquim vê-se logo que é betucho-burro"

Comentarista: Henrique

"Jaquim o meu voto para o Palerma do Mês vai inteirinho para ti."

Comentarista: Isabel Morais

"Como sempre, delírios, paranóias e invenções. Quem quiser conhecer o factos, leia meus comentários, e não o medroso "Jaquinzinho"..."

Comentarista: Isso Agora

"És mesmo tacanho e tudo o resto que o crítico diz!"

Comentarista: j.b.mendes

"Este Jaquin do João não consegue discernir entre o bem e o mal! Seja qual for a posição, ele defende sempre a direita, mesmo que esteja com gangrena, em risco de morte se não fôr amputada"

"Isto realmente parece o passeio do ego inchado dassssss"

"O que esta gente passa para evidenciar o seu status CÚ lol è só rir com esta gentita armada em carapau de corrida, qundo a vossa vida já é um circo diário é só rir."

"... continuas a alimentar essa tendicite desenfreada e sem nexo de defenderes o indefensável. Não contornes mais as asneiras que disseste sobre este tema. Ponto. Dasssssssss"


Comentarista: Kafka

"Proponho então que o jcd crie o Partido dos Lambe Botas e Sabe-se Lá o Que Mais dos Poderosos Mentecaptos, ou até mesmo o Partido dos Lambe Botas e Sabe-se Lá o Que Mais Daqueles que Promoveram os Assassinos do Passado."

"Ó Quim, és mesmo Tone."

"Para mim o Jaquinzinhos e o jcd eram eleitos o blog e a personagem cómicas do ano. É mais engraçado que ir ao circo vêr os anões e os camelos."

"Eu não gosto do Jaquinzinhos. Não sou algarvio (e prefiro o Alentejo), não sou sportinguista (jamais! SLB Sempre) e muito menos liberal (com esses é que eu não posso :) ). Mas aprecio o sentido de humor / ironia com que o jcm recebe as criticas. O jcm irrita-me. É elitista, não é humanista. É economicista e não é socialista. É convergente e não é divergente. Além disso, aposto que aprecia Darwin e que prefere um candidado repúblicano em detrimento de um democrata , na presidência dos EUA. Arrrgghhh...Mas escreve bem e tem o mérito de levantar questões que depois facilmente (ou não) são rebatidas nos blogs de esquerda. Eu não gosto do jaquinzinhos, mas lei-o."

"Voces são uma anedota."


Comentarista: Lefty

"Jaquizinho: Nã te esqueças de levar umas flores ao túmulo do teu Líder em Santa Comba..."

Comentarista: Líbelo

"Desculpa lá ó meu... Mas, Jaquim, agora roças a ignorância..."

Comentarista: LNT

"O chicharro minorca perdeu o bom senso, passou-se completamente e já não diz coisa com coisa."

Comentarista: Luís Armindo

"ou és o próprio João Braga (aquele dos fados e das touradas!), ou então acabas por ser, estilo bobo da corte, o "João Braga" dos blogs..."

"Porra... Tinha em conta que eras atrasado. Mas assim tanto não."

"Porra.. que quando embicas para um assunto, vais até à ganância. Mas isso não será falta de mulheres, pá ? Ou a ameijoa da ria, não foi depurada desta vez?"

Comentarista: Maria Ribeiro

"Tenho exitado mas agora decidi "Jaquim" fora dos meus favoritos."

Comentarista: Marujo

"A manipulação do pensamento tem o seu esplendor nesta lota de jaquinzinhos e chernezinhos!"

Comentarista: NIC

"...alarvidade sportingueira e liberal."

Comentarista: Peixe Grosso

“este é um dos blogues da direita de que gosto de visitar. tem caixa de comentários e tudo e sempre nos podemos actualizar sobre o que os fascistas pensam da actualidade.”

“jaquim , porque é que não escreves sobre o sporting , em vez de tentares dar esse ar falhado de intectual da treta ? essa coisa de "os extremos tocam-se" inventás-te agora ou alguém te convenceu que era chique bater na esquerda? vai dar banho ao cão.”

“jaquim : és um pouco atrevido , quanto á honestidade intelectual diz respeito , não és ?”

“jaquim : tu às vezes és um bocado deprimente quando tentas fazer humor . fala mas é do Sporting e ...dos arbitros !"


Comentarista: Punho Cerrado

"ó espinha podre, tu és ´mesmo imbecil ou é só mesmo aparência? Quanta pobreza intelectual... "

Comentarista: Smiles e Smiles

"...aqui se vê o ódio dos ignorantes a quem sabe, já se tinha percebido. A única coisa que sei é que os posts do crítico são simplesmente geniais."

Comentarista: tenham dó

"pelo menos um intervalo na diarreia direitista!"

"cada vez que me apetece rir ...visito este blog. ao principio pensei que fosse mais um blog de direita mas é mais reaccionário ( como eu gosto de aplicar esta palavra!) do que a encomenda !"

"assim os embasbacados do costume masturbam-se com a receita anti-esquerda , normalmente escrita pelos antigos stalinistas ..."

"este jaquinzinho é um bocado PEDANTE , não é"


Comentarista: Zeca Diabo

"Um carapau leão/Ainda para mais liberal/Transforma em confusão/O seu mundo irreal
Jaquinzinho não conhece/A verdade do país/Escreve o que lhe parece/No seu blogue infeliz
Ó JCD, com estas quadras miseráveis, sugiro-te que te dediques à autopesca!"

"Engenheiro, certamente pago de forma obscena, sportinguista (do clube "oficial" do Estado Novo) e liberal (deslocado quase 200 anos)... está tudo dito."


Comentarista: ?

"A estupidez da direita é que já não tem solução. E jcd, em vez de se arvorar em opinion-maker, devia calar-se em determinados assuntos para não nos ferir com a sua ignorância."

"o jakim corre o risco de bater bem no fundo! ultimamente são post e mais post cheios de imbecilidades!"

  A Nova Versão da Fuga das Galinhas

Guterres não faz por menos: quer reconstruir o mundo. Depois de ter desconstruído Portugal, Guterres propõe uma nova ordem mundial. “Criação de uma Organização Mundial do Ambiente, de um Conselho para o Desenvolvimento Sustentável, limitação do direito de veto nas Nações Unidas (ONU) e reorientação das organizações mundiais financeiras.”

Nem mais nem menos. A última da lista deixa-me bastante preocupado. Com o curriculum que Guterres apresenta na ‘reorientação’ das nossas organizações financeiras, qualquer proposta de Guterres deverá ser imediatamente olhada com a máxima desconfiança.

Guterres também tentou uma nova explicação para a sua fuga do governo. Meia mentira, meia verdade.

A meia mentira está nesta frase: "o projecto proposto ao país estava completamente comprometido na sua execução no Parlamento”. Como é óbvio, nada mudou no parlamento com as eleições autárquicas. Não me recordo dum único projecto ”importante” do PS que tenha chumbado no parlamento. É uma fraquíssima desculpa.

Mas há uma parte da explicação de Guterres é verdadeira: “Houve um momento em que cheguei à conclusão não existirem condições para executar o projecto em que acreditava”. Aqui acredito em Guterres. Piamente, porque pias devem ser todas as nossas crenças guterreanas.

Acredito que ao fim de meia dúzia de anos Guterres finalmente compreendeu que nunca haveria condições para executar um projecto que consistia basicamente em aumentar a despesa pública todos os anos para satisfazer as promessas que alegremente ia espalhando pela Lusitânia ao sabor das sondagens. Um PIB que crescia financiado por um crescente endividamento externo. Guterres nunca reformou. O método guterreano de 'problem solving' tinha duas fases: 1. Criar um Instituto. 2. Atirar-lhe dinheiro para cima.

Em altura de vacas gordas, ajudado pelo Euro e pela baixa permanente das taxas de juro, ‘o projecto’ de Guterres funcionava como o 'projecto' da Dona Branca. E como sempre, há uma altura em que as pirâmides estoiram. Desse facto Guterres apercebeu-se a tempo. Não quis ser o primeiro-ministro dos anos de crise.

Guterres fugiu. Foi o primeiro a abandonar o barco.

sexta-feira, março 26, 2004

  Os Critérios de Vital Moreira

O líder do hamas não era terrorista. Qual quê. Lendo o blog de Vital Moreira, conseguimos perceber plenamente quem era o saudoso Sheikh Ahmed Yassin:

um carismático líder, um dirigente palestiniano, o líder da Resistência Islâmica, um idoso tetraplégico numa cadeira de rodas, o chefe espiritual (mas não operacional) do Hamas.

Já sobre Sharon, Vital Moreira não tem dúvidas nos adjectivos:

Terrorista, carniceiro.

Pois.

  Noticiazinhas

1. Durão Barroso anunciou que Portugal irá pedir o apoio à NATO para reforço da segurança durante os eventos do "Rock in Rio" Concordo. Todas as ajudas são necessárias para impedir que Britney Spears consiga chegar ao palco.

2. Francisco Louçã sobre a decisão de Entre-os-Rios: "Isto parece reforçar aquela impressão de que neste país tudo é irresponsável". Diz o roto ao nu.

3. "Governo socialista manipulou parecer do INAC sobre Air Luxor". Nããããõ!!! É lá possível...

4. Líderes Europeus Decretam Crescimento da Economia. Agora que eles já decidiram, podemos finalmente crescer em paz. Espero é que não percam muito tempo a decretar o fim do desemprego, o fim do terrorismo e a obrigatoriedade de não chover aos fins-de-semana.

  Pátio Árabe


Um canto perdido no emaranhado de ruelas da Medina da Cidade Azul. Chefchaouen, Marrocos

  O Post Emancipado

Acabo de receber pela segunda vez um emeile com um texto sobre Avelino Ferreira Torres, que começa assim:

"Um tal de Avelino Ferreira Torres fez uma birra, esbracejou, pontapeou e vociferou contra o mundo e contra o árbitro por causa de um penalty em Marco de Canavezes... ..."

Este poderia ser apenas mais um dos muitos emeiles com curiosidades, anedotas e brincadeiras que todos os dias contribuem para entupir parcialmente a largura de banda da rede. Acontece que este e-mail tem uma pequena diferença em relação a outros: foi escrito por mim, neste blogue, no dia a seguir aos acontecimentos de Marco de Canavezes.

Resolvi fazer uma busca na net e tentar perceber por onde é que isto anda. Surpresa. Encontrei-o publicado em vários blogues e fóruns por aí espalhados.

Por exemplo, no inevitável Desblogueador. Na Formiga-de-Langton, e logo agora que o meu quase conterrâneo colonizador de formigas eliminou o link para o jaquinzinhos porque não gosta de capitalistas selvagens neoliberais filoamericanos pró-iniciativa privada de direita anticultura estatizada e que perguntam pseudo-ingenuamente se haverá alguma relação entre a qualidade da investigação no MIT e a propriedade do capital do instituto. No grupo de Applistas convictos chamado iClub. No interventivo Grupo do Pato. No A Verdade da Mentira. Até no Forumsons.

Este post já deixou de ser meu. Autonomizou-se. E eu sou apenas como o pai que vê o filho sair de casa e viver a sua vida.

quinta-feira, março 25, 2004

  Serviço Público

Está a começar. O Prisioneiro Espanhol de David Mamet. Na 2.

  Diálogos Blogosféricos 1

"There are lies, damn lies, and the insufferable Michael Moore."

Rui Curado Silva defende Michael Moore. Considera-o "um americano inteligente, perspicaz e dinâmico, alguém que faz uso pleno da sua cidadania, um americano que aproveita o que de melhor existe nos ideais fundadores da democracia americana."

Eu considero-o o mais perfeito protótipo do 'moron'. Manipulador, demagogo, mentiroso e profundamente ignorante. Também acho que Michael Moore é um bom cineasta. Mas isso é outro campeonato.

Moore é admirado por muitos em todo o mundo, mas principalmente na nossa Europa. Se Moore fosse europeu seria um provável candidato nas lista do nosso Bloco de Esquerda ao parlamento europeu. Moore é popular porque quando alguém diz aquilo que queremos ouvir, temos pouca vontade de questionar os pressupostos.

Mas não são as divergências de opinião e as diversas interpretações da realidade do mundo que fazem de Moore o 'Mooron'. É que será difícil encontrar alguém que se ponha tão a jeito para ser apalhaçado como Michael Moore. É a falta de cuidado nas afirmações que faz, a ligeireza do discurso, as mentiras sistemáticas em que é apanhado, a manipulação da informação, a profunda ignorância em matérias económicas e o fanatismo político.

É só escolher.

Michael Moore Caught At Own Game?
Stupid White Lies
Michael Moore, Humbug
Extraordinarily Fictious
Unmoored from Reality
Dude, Where's My Intellectual Honesty?
Michael Moore Hates America
The Leni Riefenstahl of the Left
Bowling for Columbine - Documentary or Fiction?
Moore's myriad mistakes
Michael Moore and the Awful Truth
Bowling for Truth
Moore lies, please
One Moore Stupid White Men
Michael Moore: Hoagie-Fueled Claptrap

Moore available.

  Estranhas Notícias Numa Quinta-Feira Algo Fria de Primavera

1. O Hamas informou o mundo que a partir de agora todos os israelitas desde o primeiro ministro Sharon até ao cidadão comum passam a ser alvos dos ataques terroristas. Sharon que se ponha a pau. Sobre o cidadão comum, nada de novo.

2. O 24 Horas acusa Elsa Raposo de agressão a um seu jornalista. Surpresa absoluta. O 24 Horas também tem jornalistas.

3. José Saramago chamou ao seu novo livro 'Ensaio sobre a Lucidez' e diz que é um debate sobre a democracia. O que se seguirá? Stevie Wonder vai escrever um livro chamado 'Ensaio sobre a Visão' onde debaterá as cores da moda.

terça-feira, março 23, 2004

  Feromonas e Dioxinas


Lisboa, Abril de 2001

  Jogar à Sueca

Visão da economia sueca por um sueco residente em Portugal:

"Em 1970, na Suécia, tinhamos a histórica Orrefors e as dinâmicas Volvo, Saab, ABB, Atlas Copco, Ericsson. Agora temos as históricas Orrefors, Volvo, ABB, Atlas Copco, Ericsson e a dinâmica Seguranca Social."

  Relógio de Água Astrológico

Este post é apenas um comentário a um blogue que não tem comentários. A Klepsydra é um blogue de esquerda mas é também um blogue escrito por gente de ciência. E se a primeira característica é habitualmemte sinónimo de falta de rigor, já a segunda não é.

Por isso, tenho a certeza que a frase que a seguir reproduzo não nasce no lado cientifico da klepsydra, mas do lado obscuro das convicções políticas:

"Quando é o próprio responsável máximo americano pela luta anti-terrorista entre 1998 e 2003, Richard Clarke, a afirmar que a Guerra do Iraque foi um equívoco de alvo na resposta aos ataques do 11 de Setembro, penso que pouco há a acrescentar a tudo o que já tinha sido denunciado por ex-agentes da CIA e por muita gente independente, desde Michael Moore a Bernard-Henry Lévy."

Que o 'Special Adviser for Cyberspace Security' seja promovido a "responsável máximo pela luta anti-terrorista", compreende-se: dá maior legitimidade ao ponto de vista que se quer partilhar. Mas, depois deste pequeno direcionador de interpretações, afirma-se que já tudo foi denunciado por Michael Moore. Ora a diferença entre o rigor de uma análise do senhor Moore e a verdade é mais ou menos a mesma que vai da astrologia para a ciência: há sempre uns pategos predispostos a acreditar em tudo, mesmo nas maiores barbaridades. Até há quem oriente a sua vida por cartas com bonecos pintados.

Confesso ter alguma pena por ver um blogue que por vezes é excelente apoiar-se em tal caricatura... é assim a modos como ler um artigo de António Damásio com referências a Florbela Queiroz...

  A Medina da Cidade Azul


Chefchaouen, Marrocos

  A Paz é Criminosa

"Peace with the Jews is considered a crime if it means legitimacy of the occupation and recognizing its right to exist in our usurped land while the Palestinian people remain refugees outside their country."

Sheikh Ahmed Yassin


O Sheik não se referia aos territórios ocupados. A 'ocupação' é a expressão utilizada para definir o estabelecimento do estado de Israel.

  Liberdade de Imprensa

"Os judeus americanos são, em conjunto com Rupert Murdoch, responsáveis por uma grande parte do estado de intoxicação informativa em que o povo americano vive."

Filipe Moura no BdE.

Tamanha sapiência deixa-me apenas lugar para um comentário: LOL.

segunda-feira, março 22, 2004

  Hamas Covenant - repost

O Hamas também acha que não tinha nada a negociar com Israel. A única solução aceitável para os correlegionários do Sheikh Ahmed Yassin é o extermínio do estado de Israel.

Alguns extractos do Hamas Covenant..

"Israel will exist and will continue to exist until Islam will obliterate it, just as it obliterated others before it."

"The Islamic Resistance Movement believes that the land of Palestine is an Islamic Waqf consecrated for future Moslem generations until Judgement Day. It, or any part of it, should not be squandered: it, or any part of it, should not be given up. "

"The Movement is but one squadron that should be supported by more and more squadrons from this vast Arab and Islamic world, until the enemy is vanquished and Allah's victory is realised."

"The Islamic Resistance Movement aspires to the realisation of Allah's promise, no matter how long that should take. The Prophet, Allah bless him and grant him salvation, has said: "The Day of Judgement will not come about until Moslems fight the Jews (killing the Jews), when the Jew will hide behind stones and trees."

"Initiatives, and so-called peaceful solutions and international conferences, are in contradiction to the principles of the Islamic Resistance Movement. Abusing any part of Palestine is abuse directed against part of religion. Nationalism of the Islamic Resistance Movement is part of its religion."

"There is no solution for the Palestinian question except through Jihad. Initiatives, proposals and international conferences are all a waste of time and vain endeavors."

"After Palestine, the Zionists aspire to expand from the Nile to the Euphrates. When they will have digested the region they overtook, they will aspire to further expansion, and so on. Their plan is embodied in the "Protocols of the Elders of Zion", and their present conduct is the best proof of what we are saying."

"The day the Palestine Liberation Organization adopts Islam as its way of life, we will become its soldiers, and fuel for its fire that will burn the enemies."

"Under the wing of Islam, it is possible for the followers of the three religions - Islam, Christianity and Judaism - to coexist in peace and quiet with each other. Peace and quiet would not be possible except under the wing of Islam. Past and present history are the best witness to that."


O que vale é que há dirigentes moderados. No Hamas, moderado é aquele que não quer rebentar a bomba no centro do autocarro escolar. Prefere as filas de trás.

  Felicidade

“...devemo-nos alegrar quando morre um hijo de puta.” (Luís Sepúlveda, referindo-se às mortes de Salazar e Franco).

Hoje, é um dia feliz para Sepúlveda.

  Chegou a Prima Vera


Praia da Torre, Cracavelos. A zona negra é o paredão do forte que descansa na sombra.


  Jornalismo Resistente

No site da TSF, o líder dos terroristas do Hamas é apresentado como 'um resistente palestino'.

  Jornalismo Independente Radical

Duas horas depois, a TSF alterou o texto da biografia do Sheykh Ahmed Yassin. Deixou de ser uma 'figura de referência na luta palestiniana'. Passou a ser uma 'figura de referência da resistência radical palestiniana'.

  Jornalismo Independente

Na TSF, a leitura da biografia do Sheykh Ahmed Yassin prolongou-se por 2 longos minutos. O homem foi apresentado como uma 'figura de referência na luta palestiniana'. Nem uma palavra para as centenas de vítimas inocentes assassinadas a mando do patifório.

domingo, março 21, 2004

  SMSs Minimizadores de Dor-de-Cotovelo

GANHARAM OS VERDES E BRANCOS AS RISCAS. ABAIXO O TERRORISMO. VERTICAIS.
REAL MADRID PERDE POR 4. SPORTING IGUAL A REAL.
COMBATE O TERRORISMO. AJUDA A DEFESA DO SPORTING.
AL QAEDA EM MADRID. A QUEDA EM VILA DO CONDE. TODOS A MANIF ALVALADE PROXIMO SABADO.

sábado, março 20, 2004

  SMS 3

VEM A MANIF. FINAL NO JAMOR. JAMOR PACIFISTA PINTO DA COSTA TERRORISTA. FORA BUSH 15H LG CAMÕES LX

  SMS 2

VEM A MANIF. GUERRA NAO. SOMOS TODOS SUNITAS K SE LIXEM OS XIITAS. FORA BUSH 15H LG CAMÕES LX

sexta-feira, março 19, 2004

  SMS 1

BUTE A MANIF. GUERRA NAO. DIALOGO SIM. MORTE AO BUSH. VEM DIALOGAR COM TELLETXEA MAIA SÁBADO 15H LG CAMÕES

  A Vitória da al-Qaeda

Hoje, no meu jornal, Maria de Fátima Bonifácio.

"Está pois de parabéns a Al-Qaeda. Graças à matança que perpetrou, levou a Espanha a uma mudança de 180 graus na sua política externa, começando com o abandono da coligação sinalizado pelo anúncio intempestivo da retirada das suas tropas do Iraque. Por cá, a esquerda aplaude. Louçã recomenda ou mesmo exige de Durão que siga o edificante exemplo espanhol, ordenando a retirada da GNR do Iraque. Carvalhas já responsabilizou antecipadamente o primeiro-ministro por algum atentado que ocorra: ele, sentenciou, "é politicamente responsável [...] por ter atrelado o país na invasão e na ocupação do Iraque e pelas consequências que daí advenham" (PÚBLICO, 17/3). Valha-nos o bom senso e sentido de Estado do Presidente da República, que perante tanto oportunismo e tanta irresponsabilidade já veio dizer que a GNR deve continuar onde está: "Estamos bem onde estamos qualquer que tenha sido a posição de partida."

O artigo completo está aqui.

quinta-feira, março 18, 2004

  TVI - Exclusivo

Repórteres da TVI conseguiram o milagre de trazer uns sacos de Espanha para Portugal sem ninguém os chatear. Dificuldade extrema. A operação foi organizada em 2 partes, cada uma delas minunciosamente preparada por um conjunto de peritos em operações especiais.

A primaira fase consistia em pôr uma mochila na mala do carro. Dentro da mochila, um telemóvel de brincar amarrado a umas plasticinas com fios eléctricos. Um cuidadoso manuseamento destes utensílios permitiu concluir com enorme sucesso esta primeira fase. Instalada a mochila na mala do carro, deu-se início à parte mais crítica da operação. Vir para Portugal.

Os procedimentos utilizados para concretizar este objectivo demonstram o engenho dos repórteres. Com efeito, até hoje nunca ninguém tinha conduzido um Renault Megane de Sevilha para Vila Real de Santo António com uma mochila na bagageira. Um feito espantoso. O início da temerosa viagem incluiu uma paragem num centro comercial, onde os repórteres enfrentaram com grave risco para a sua vida um operador de um parque de estacionamento, a quem foram obrigados a pagar cerca de 1 euro. Fizeram-se então à estrada e, acreditem ou não, apesar da dificuldade da missão e das inúmeras vicissitudes que sempre aparecem ao circular numa autoestrada, os repórteres da TVI conseguiram levar a bom porto os seus intentos.

Manuela Moura Guedes, com a grave expressão que a caracteriza sempre que as notícias são exclusivos nacionais, concluiu: se fosse uma bomba, já cá estava.

Perante tamanha demonstração de clarividência e inovação da TVI, resta-me fazer o único comentário que sei que está perfeitamente ao nível da inteligência demonstrada por esta engenhosa equipa: Dah.

  Multas

G. lembrou-se que hoje era o último dia para pagar uma multa. Há 20 dias tinha sido apanhado em flagrante delito, na A1, conversando ao telemóvel enquanto conduzia.

As multas já podem ser pagas por Multibanco. Por isso, telefonou para o seu banco telefónico. Estava G. a transmitir ao operador os últimos dados para o pagamento da multa quando a polícia o mandou parar. Foi novamente multado por usar o telemóvel ao volante.

  Então e eu?

Já só faltam 2 dias para a manif dos que querem deixar que os sunitas e os xiitas se matem à vontade e ainda ninguém me enviou um SMS...

quarta-feira, março 17, 2004

  Ou Tás Quietinho Ou Levas no Focinho

Da TSF:

"...a direcção (da al-Qaeda) decidiu suspender as operações em território espanhol contra objectivos civis até serem conhecidas as orientações do novo governo, que prometeu retirar as tropas espanholas do Iraque."

Zapa, amigo, talvez seja boa ideia marcar umas reuniões com eles, para receber instruções. Antes que dês um passo e falso e eles te atirem com uma bomba...

  Boas Manipulações

Caro Terráqueo do Nunca

Os posts que comentou chamavam-se "manipulações de pensamento". É fácil manipular. E quem acha que está a ser manipulado, revolta-se. Como aconteceu em Espanha. Nem sempre está em causa a verdade ou a mentira, mas a interpretação que fazemos sobre se uma dada insinuação é verdade ou mentira, ou neste caso particular, se queremos que uma dada informação seja verdade ou mentira.

Foi exactamente como jmf que o governo espanhol reagiu às primeiras informações sobre uma carrinha encontrada em Alcala de Henares com uma cassete corânica.

QED.

  Pontos de Vista

via Samizdata:

"What is remarkable about our occupation of Iraq is not that it has gone badly but that it has gone so well. Last week, crude oil production was above target level, the central bank signed up for the payment system used by central banks internationally, and 140,000 Iraqi police and law enforcement officers were on duty. A new Iraqi currency is circulating, and schools are open. Wages are rising, interest rates are falling, businesses are opening and hiring. Millions of Iraqis are buying cellphones, TVs, and satellite dishes. Attacks on Americans have greatly diminished, and attacks on Iraqis are likely to turn them against terrorists rather than against us.

The interim constitution adopted March 8 is worth serious attention. It provides for an elected national assembly, a strong prime minister, a largely ceremonial three-member presidency, and an independent judiciary. It has a bill of rights, with freedoms of expression and religion. It promises full equality for women. It bridges one of the thornier issues by saying that Islam shall be "a source"--not the sole source--of law, and that no law can run contrary to democratic principles. It provides for a large measure of autonomy for the Kurds, who have already developed their own democratic institutions despite a history of feuding. Both Kurdish and Arabic will be official languages."

Michael Barone, USNews, 22/3/2004


Tudo mentira. Zapatero já disse que "a ocupação estava a ser um desastre".

  Manipulação do Pensamento - 2

No ABC:

"Detenido en San Sebastián un ciudadano argelino que en enero amenazó con «llenar de muertos la Castellana»"

San Sebastian? Euskadi? Hmmm...

  O Mundo a Seus Pés


Belém, Lisboa, 1999

  Manipulação do Pensamento

No El Pais:

"Las claves de la investigación - La dinamita usada en los atentados del 11-M se fabricó en febrero en Burgos. Los expertos en explosivos han concluido que la dinamita utilizada en la matanza del 11-M fue fabricada el pasado febrero en la planta de Unión de Explosivos Españoles (UEE) de Páramo de Masa (Burgos), según fuentes de la investigación."

A al-Qaeda foi às compras a 60Km de Bilbau.

terça-feira, março 16, 2004

  Homem à Beira de Um Ataque de Nervos

Pedro Almodóvar anunciou numa conferência de imprensa que o PP espanhol estava em vias de lançar um golpe de estado em Espanha. "Voy a decir una cosa que por ahora circula como rumor y que si se confirma puede ser terrorífico, y es que el PP estuvo a punto, el sábado a las doce de la noche, de provocar un Golpe de Estado", disse o Pedrito com a carne trémula a um grupo de espantados jornalistas internacionais.

Almodóvar terá sofrido inúmeras sevícias com a ditadura de Aznar e agora sente-se libertado por "por fin, volvemos a estar en una España democrática donde se puede hablar claro." O Pedro regozija-se por 8 anos depois, "volver a ver un país solidario y libre, porque nos lo habían quitado. Ya podemos volver a ser nosotros mismos".

Yeap. Quando estes níveis de inteligência e clarividência se aliam, temos um verdadeiro homem de esquerda.

  E em Bagdad, como vão as coisas?



Assim.

E nas terras de Mr.Blair? Assim, assim.

  Esperança

Depois de me ter enganado nas contas, e graças ao auxílio de um avisado comentador deste blogue, sou informado que há 22 países árabes. Os regimes desses 22 países dividem-se em dois tipos: as ditaduras e as democracias. As ditaduras são vinte e duas. O número de democracias árabes mantém-se estável: zero.

Mas há uma esperança no horizonte. Há um grande país árabe que está perto como nunca esteve de se tornar na primeira democracia árabe do século XXI. Chama-se Iraque.

O Iraque precisa de muita ajuda para atingir esse digníssimo objectivo. É que a simples hipótese do Iraque ser uma democracia, deixa os líderes fundamentalistas de cabelo em pé. E os antigos ditadores. E os terroristas. E também muitas más consciências por esse mundo fora. E todos farão o possível para boicotar o futuro do Iraque.

Apenas o Ocidente tem força para ajudar o Iraque e essa ajuda só pode ser conseguida pela persistência: nunca desistindo.

Acredito que a Espanha não vai abandonar o Iraque. Seria uma enorme irresponsabilidade perante o mundo e uma miserável cedência ao terrorismo. Zapatero fez promessas que nunca pensou ter de cumprir. Agora é preciso limpar-lhe a face, transformar a promessa incumprida em meias-verdades e leituras nas entrelinhas e ajudar Zapatero a continuar a ajudar os iraquianos.

E se chegar o dia em que o primeiro governo democrático do século XXI tome posse numa nação árabe, o Iraque, cá estaremos para recordar: a democracia fez-se, com Zapatero, ou apesar de Zapatero.

segunda-feira, março 15, 2004

  Léxico Bloguista

Mais algumas entradas trazidas pelos ventos de Espanha:

Desonestidade Intelectual: Opinião de alguém que escreve algo que nos irrita porque é verdade mas nós não queremos que seja.

Limpeza: Alternância democrática vista por quem nunca teve a oportunidade de ser ‘limpo’.

Discernimento Popular: Algo que acontece quando os partidos de quem gostamos obtiveram mais votos do que os partidos de quem não gostamos.

domingo, março 14, 2004

  A Grande Vitória

Se a vitória do PSOE nas eleições espanholas se confirmar e a acreditar que a reviravolta se deve aos acontecimentos dos últimos 3 dias, os 2% ou 3% de eleitores espanhois que mudaram o seu sentido de voto e entregaram o poder ao PSOE, deram também a maior vitória de sempre do terrorismo.

Agora que eles já sabem que podem influenciar eleições, voltarão a tentar. Que enorme poder foi dado aos assassinos. ETA ou al-Qaeda terão acrescentado a mais brilhante linha no seu já longo curriculum.

  LOL

All wet

"Students and teachers at Taipei's Kungkuan Elementary School thought they had on campus environmentalists' version of holy ground: a "wetland." The school even received a $240,000 government grant to turn the wetland—a rarity in urban areas—into an "ecology park" for insects and butterflies.

But last month the wetland suddenly began drying up. A leak in the school's water pipes turned out to be the wetland's not-so-natural source. When water authorities discovered and fixed the leak, they also inadvertently closed down the ecology park. The school may lose its grant, but at least its water bill will drop. Authorities estimate that plugging the 27-year-old leak will lower the school's monthly water bill from about $1,200 to about $240."


  "We're Only as Strong as Our Weakest Link"

Em 2001, nos Estados Unidos da America, perderam a vida 2.978 pessoas vítimas do terrorismo. No mesmo ano foram 157.400 as vítimas de cancro do pulmão, 42.116 as vítimas dos acidentes na estrada e 3.456 as vítimas de má-nutrição. 2001 foi um ano atípico. Todas as vítimas estão relacionadas com 0 9-11.

Neste interessante artigo publicado na Wired, o autor (Bruce Schneier) questiona-se sobre a necessidade de afectar tão importantes recursos na tentativa de evitar ataques terroristas, analisando a baixíssima probabilidade dos mesmos acontecerem e a aparente ineficácia das medidas de defesa.

Por exemplo, os responsáveis do aeroporto de Los Angeles estão a planear alterações no desenho das instalações para melhor se defenderem de potenciais terroristas. Mas por muito seguro que seja LAX, o assassino pode sempre ir de carro para San Diego e entrar num avião para LA. A nossa segurança mede-se pelo elo mais fraco.

O atentado de Madrid deixou muita gente preocupada em Portugal com o que pode acontecer durante o Euro-2004. Resta saber que tipo de medidas é que permitem evitar que um qualquer fanático entre num autocarro da Carris ou no Metro e detone uma bomba.

O melhor investimento será mesmo aquele que se faz em 'intelligence'.

E claro, o mais eficaz combate ao terrorismo faz-se nunca permitindo que um acto terrorista se possa constituir numa vitória para os assassinos. NUNCA.

  Madrid

Há 3 anos, junto ao Km 0.


O Conquistador, Madrid, 14/Março/2001

  Dia de Espanha

Ontem deveria ter sido dia de reflexão em Espanha. Prolongando a campanha eleitoral, grupos de "espontâneos" (espero que neste caso ninguém se importe com as aspas), organizaram manifestacões "improvisadas" (helás, cá estão elas outra vez) para exigir mais informação sobre o atentado terrorista. No meio da manifestação "espontânea" apareceram cartazes impressos "espontaneamente", um milagre da tecnologia SMS.

Os "espontâneos" exigiam a um partido político a descoberta dos assassinos da Al-Qaeda até às 8 horas da manhã de hoje. Mas atenção, não querem uns assassinos quaisquer. Se os assassinos descobertos forem da ETA, já se sabe que são os assassinos errados. Bateram à porta errada. Até hoje, o PP só tem para entregar assassinos da ETA.

Garantem estes "espontâneos" que o seu sentido de voto pode variar em função do nome do grupo terrorista.

Terá saído a sorte grande a Rajoy? Que mais pode o PP desejar do que, na véspera das eleições, ver um grupo de "espontâneos" que nunca na vida votou no PP proclamar a possível ateração do seu sentido de voto?


sábado, março 13, 2004

  Sábado


Borda d'água, Costa, 2001

sexta-feira, março 12, 2004

  Mentes Lavadas

Está uma senhora chamada Teresa a falar na Antena 1. Explicou-me que a ETA é simplesmente o povo basco. Que a ETA tem apenas objectivos políticos e não é contra o povo espanhol. Que a ETA só ataca objectivos militares.

Agora convençam-me que esta tontinha não vota no Bloco de Esquerda.

 

  Espadana e Cochofel



quinta-feira, março 11, 2004

  Sem Vontade Para ...

escrever sobre a execução colectiva de Madrid. Por causa dos 'mas'. Por causa dos 'estão a ver?'. Por causa dos "fascizantes".

Que tal uma fotografia de um lugar de paz?


Tavira, Julho de 2003

  A Queda do Paradigma

A esquerda parece finalmente estar a deixar cair um dos seus últimos paradigmas: "de cada um conforme a sua capacidade e a cada um de acordo com sua necessidade". De repente, celebra-se cada euro ganho pelos administradores brasileiros da TAP como bem enpregues. Longe vai o tempo em que o nosso troglodita PCP ecoava no seu Avante as desgraças da gestão de Fernando Pinto: "A TAP precisa urgentemente de uma gestão competente", afirma a célula do PCP, sublinhando que os trabalhadores continuarão determinados na defesa dos seus direitos.

Agora os 'maus' passaram a ser bons. A TAP, foi promovida de excepção a regra. Afinal pode haver empresas públicas bem geridas. Já não é preciso privatizar, basta gerir bem. As centenas de despedimentos na TAP, essenciais para a redução de custos da empresa, foram esquecidos a bem do conceito de 'gestão pública de qualidade'. As críticas às suspensões das linhas que davam prejuízo, transferiram-se para os encerramentos das estações dos CTT deficitárias. E tudo em nome do lucro. Quem diria.

Os salários dos administradores, neste caso particular, podem ser livres. Nos hospitais, nos institutos públicos, nas empresas públicas municipais, exigem-se salários tabelados e baixos. Na TAP, 0,1% dos trabalhadores ganham 5% da massa salarial, mas está tudo bem, apesar do índice de desigualdade ser incomparavelmente superior ao que tanto se critica nos EUA.

Mude-se o paradigma. "De cada um conforme a sua capacidade e a cada um de acordo com sua necessidade excepto nas empresas públicas anteriormente mal geridas e que davam prejuízos mas agora dão lucros." Valeu?

  Freedom Figthers

Estações Ferroviárias de Madrid. Centro Coordenador das Nações Unidas em Bagdad. World Trade Center em Nova Iorque.
Autocarro Número 2 em Jerusalem.

Espanha, Estados Unidos, Israel ou Iraque, a mesma luta. Todos à Manif.

quarta-feira, março 10, 2004

  Inveja

Porto elimina Manchester em Old Trafford.
Benfica joga cartada importante contra o Inter.
Sporting treinou esta manhã em Alcochete.

Bolas.

  E Funciona!

Não há qualquer contacto entre o computador onde escrevo estas linhas e o planeta terra, excepto as 4 pernas da mesa onde o bicho descansa e trata a informação, alimentado por uma bateria com 1:43 minutos de tempo remanescente. O post entra na blogosfera via ciberespaço, sem fios. Agora acredito. O futuro está nos Wireless Lan.

terça-feira, março 09, 2004

  Animem-se as coisas

O Henrique, com muito tempo livre desde que os donos da Luna venderam a estação, está com vontade de encetar as novas guerras anti-liberais.

Vamos ver se vamos nessa. A guerra não é propriamente para 'homens sensíveis disfarçados por uma capa de cinismo'.

Infelizmente, hoje estou de saída e só devo regressar na Quinta-Feira. Para já não posso agendar a primeira batalha. Fica apenas prometida.

segunda-feira, março 08, 2004

  O Centro-Esquerda


A Confraria do Degrau, Ribeira Grande, Açores, Março de 2004

  Sparkling

Luís Villas Boas e Miguel Vale de Almeida no Prós e Contras...

  A Caravana Passa em Silêncio

Cheguei agorinha do almoço e liguei-me a alguns dos blogues que estão sempre atentos ao que se passa no mundo. Mas afinal, tanto o weblog.pt como o blogspot estiveram embaixo à hora do almoço. É a única explicação que encontro para a falta de visibilidade desta excelente notícia.

  Ai, Ana, cuidado com as más companhias...

Por aqui, nunca se falou sobre a legalização do aborto. Porque não sei muito bem. Já fui completamente a favor, antes de ser pai. Depois, fui absolutamente contra, durante uns anos, enquanto as imagens das ecografias dos meus filhos bailavam frescas na minha memória. Hoje, votaria a favor da despenalização num novo referendo.

O problema é quando leio prosas tão patéticas como a que Ana Drago publicou hoje no meu jornal. De repente, sinto um enorme arrepio e apetece-me correr e inscrever-me numa daquelas associações Pró-Vida...

  Visa Gold

Grande pontaria a da Visa Portugal, ao escolher para as campanhas de promoção as imagens de Rui Silva e Naide Gomes.

  FYI

Caro Henrique: o teu blogue crasha-me o computador. É um atentado premeditado ou um acidente no template?

domingo, março 07, 2004

  Coisas Boas

Filhos felizes.

Naide Gomes e Rui Silva, atletas do Sporting, conquistaram uma medalha de ouro e uma medalha de prata nos mundiais de atletismo em pista coberta.

A Torta de Requeijão, ainda quente.

Carlos Pinto Coelho perguntou a Ramon Fon(é assim que se escreve?), jornalista catalão, qual seria o sítio de Portugal onde levaria um amigo se tivesse apenas um dia disponível. Ramon respondeu: Tavira.

sábado, março 06, 2004

  Vacas Açoreanas


Ilha de São Miguel, Março de 2003

sexta-feira, março 05, 2004

  Exames? Dah....!

Recebi este e-mail, em resposta ao post 'O Completo Disparate':

Caro capitalista neo-liberal fascista de direita:

Não percebe nada de educação. Aconselho-a a leitura deste texto que encontrei no Blasfémias e que resume a avaliação correcta da situação:

"O que importa é a participação e a integração do aluno na dimensão estruturante e plástica do paradigma educacional resultante da simbiose entre o discente e o meio cultural envolvente sem esquecer a movimentação multicultural e semântica do contexto e do intertexto em que toda a sistematicidade da aprendizagem se integra. Obviamente.

Avaliar conhecimentos? Com possibilidade de reprovações? Nem pensar!

Isso é um factor negativo potenciador de desigualdades e gerador de sintaxes plenas de circularidades restritivas e de semióticas desfasadas das deslocações activas dominantes nos outputs sociais que intelectualmente se circunscrevem à estruturação cronológica dos imputs que se interligam na implementação do conhecimento junto da dimensão autêntica da pessoa enquanto ser, destinatário, agente, actor, cidadão, receptor, protagonista, personagem, participante e pessoa."


Ora, eu não diria melhor. Os exames, pelo seu papel diferenciador e pró-classista, só podem contribuir para uma indesejável heterogeneização sociológica da cidadania e para a implementação de sintomas desestruturantes a uma correcta e faseada construção do ser. A constituição de uma entidade própria não deve em nenhum caso ser moldada por príncipios centralizadores, imposições autistas de teorias do conhecimento ultrapassadas e que rejeitam as visões pós-modernas da construção do homem enquanto ser sociológico.

"A linguagem é intrinsecamente uma ficção legal", sugeriu Foucault. É tempo de percebermos que o ensino é apenas uma interpretação da linguagem. A ciência não é mais do que uma construção ficcional a partir de uma realidade nem sempre devidamente percepcionada.

É tempo de acabar de vez com o paradigma cultural capitalista. O conceito de classificação não é de algum modo método válido para formular exigências e valorizar a aprendizagem. Temos que gritar bem alto: "Não aos exames"!

A tentativa de reimplementação da avaliação fascizante, demonstra até que ponto a extrema-direita no poder tem uma visão retrógrada de uma sociedade que pretende hierarquizada e comandada por alguns princípios que hoje sabemos ultrapassados: a geografia, a gramática, a trigonometria e os mais fascistas de todos os pseudo-saberes: a multiplicação, a divisão e a raíz quadrada.

Assinado: Mariana Coruche


quinta-feira, março 04, 2004

  O Completo Disparate

Albino Almeida, presidente da Confederação das Associações de Pais (Confap), ouvido pela TSF, disse discordar das intenções do Governo e adiantou que a «paranóia» dos exames nacionais ameaça seriamente os projectos educativos. «Parece-nos um disparate completo», defendeu o presidente da Confap, sublinhando que «isto é matar completamente os projectos educativos» e que «é a negação completa de tudo aquilo que o senhor ministro andou a anunciar».

Tem razão, Albino. Onde é que já se viu uma coisa assim? Andam as escolas todas contentes a desenvolver lindíssimos projectos educativos, pondo em prática todas as teorias sociológicas da aprendizagem, coisas brilhantes, planos de sucesso, enfim, e depois vêm de lá os exames e os alunos chumbam... Tá mal! Não pode ser! O que está bem é deixar a avaliação dos projectos para os sociólogos. Exames só trazem confusão.

Paulo Sucena, da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), disse à TSF, que a introdução de exames no 4º e no 6º ano de escolaridade não resolve o problema da qualidade do ensino.

Realmente! Este ministro não dá uma para a caixa! Em vez de dar qualidade ao ensino, quer fazer exames! Se ao menos o governo ouvisse os sindicatos... O Paulo Sucena até tem um método perfeito: Se fizerem tudo o que o sindicato sugere e nunca se fizerem exames, o sucesso do ensino atingirá 100%.

Manuela Teixeira, da Federação Nacional dos Sindicatos da Educação (FNE), também não concorda com os novos exames nacionais. A sindicalista disse que estas provas serão «inúteis». «Pôr os alunos em exames nacionais sem ter havido uma prática consistente, primeiro de provas globais, e de umas provas de aferição suficientemente consistentes, que permitam ao próprio sistema ajustar os seus processos, parece-me que é pôr sobre as costas de alunos muito jovens um peso que me parece desmesurado e desnecessário», defendeu a sindicalista.

Pois é. Coitadinhos. Vejam bem que os meninos até vão ter que perder tempo a estudar, uma violência desnecessária sobre as criancinhas... A continuar assim, qualquer dia até vão exigir que saibam fazer divisões para passar a 4ª classe. Que inutilidade!.

Augusto Santos Silva questiona a utilidade das provas. "Não podemos ao mesmo tempo sustentar o alargamento da escolaridade obrigatória até aos doze anos e semear o percurso dos alunos de provas de obstáculos cuja consistência pedagógica é muito discutível", argumentou o deputado em declarações à rádio.

Tem razão. Todos percebemos que quando o Augusto era ministro, o ensino era um primor, os alunos aprendiam que se fartavam e não precisavam de exames. Agora, querer avaliar as criancinhas, é um perigo. O que se pretende é que todos cheguem ao 12º ano. Aprender não é para aqui chamado. Até porque se muitos chumbarem, estragam as estatísticas.

Diz o Bloco de Esquerda: Tomando os alunos como cobaias de um experimentalismo sem ideias e sem projecto, o Governo cede, mais uma vez, ao programa do PP, que era quem defendia a existência de exames nacionais no fim de cada ciclo. Uma regressão pedagógica que o Bloco de Esquerda tudo fará para que seja rapidamente invertida.

É pá, invertam isto depressa! Talvez ainda vão a tempo, dava-me jeito mandar os putos para férias mais cedo e o ministro ainda me obriga a aturá-los em casa agarrados aos livros! Como é que querem que eles aprendam alguma coisa de interesse se têm que perder tempo a estudar para os exames?

Fernando Nunes, da Associação de Professores de Matemática, tem dúvidas sobre a eficácia da realização dos exames antes de se avaliar os resultados das opções que estão actualmente no terreno.

Pois claro! Como é que se pode avaliar antes de avaliar? Primeiro avalia-se. Depois é que se avalia. Que mania a deste governo de meter os bois à frente dos bois!

  Ouvido de Passagem

Um pai: 'O meu filho quer ir para História, ando a tentar demovê-lo.'
Outro pai: 'O meu, se escolher História, tudo bem. É a vida dele, é livre de escolher.'
O primeiro pai outra vez: 'Ah sim? Então... pode ser bailarino?'
O outro pai: 'Ahh, isso não!'

  7 Cidades


Lagoas das 7 Cidades, 3 de Março de 2004

segunda-feira, março 01, 2004

  Oh, God!

Um tal de Avelino Ferreira Torres fez uma birra, esbracejou, pontapeou e vociferou contra o mundo e contra o árbitro por causa de um penalty em Marco de Canavezes. Por momentos pensei que a birra tinha ocorrido na sede da Associação Recreativa de Tuías, na Avenida Avelino Ferreira Torres em Tuías, ou nas instalações do Grupo Desportivo da Penhalonga, situadas na Avenida Avelino Ferreira Torres na Penhalonga. Mas não. Telefonei para um conhecido, um amigo que trabalha num agente TMN no Marco, a TLCI, na Avenida Avelino Ferreira Torres e ele esclareceu-me que a peixeirada de Avelino Ferreira Torres ocorreu no Estádio Avelino Ferreira Torres.

Foi uma situação muito complicada para o árbitro. O adepto em fúria, Avelino Ferreira Torres, queria agredi-lo mas por sorte estava lá o Presidente da Câmara, o senhor Avelino Ferreira Torres que o protegeu do energúmeno Avelino Ferreira Torres e o ajudou a sair do Estádio Avelino Ferreira Torres. Eu cá se fosse ao árbitro dava uma palavrinha ao antigo Vice-Presidente do Conselho de Arbitragem, o senhor Avelino Ferreira Torres. Concerteza que ele influenciará os antigos colegas para pôrem na ordem o tal Avelino Ferreira Torres.

Consta que o director do Marco, Avelino Ferreira Torres ficou muito irritado com o comportamento irascível do adepto Avelino Ferreira Torres e já terá contactado um Conselheiro da Associação de Futebol do Porto, um tal de Avelino Ferreira Torres que por sua vez terá dado pedido a um membro do Conselho de Disciplina, Fernando Ferreira Torres, filho do dirigente local do PP Avelino Ferreira Torres para ter mão pesada sobre o adepto Avelino Ferreira Torres.

O candidato à Presidência da Câmara de Amarante, Avelino Ferreira Torres, ainda não se pronunciou. Por uma questão de protocolo só fala depois de Deus.

  Ponta Delgada

Nos próximos 2 dias este blogue não será actualizado. Vou estar nos Açores, em Ponta Delgada. Infelizmente em trabalho e com agenda cheia. Nem vai dar para visitar o resto da ilha e provavelmente nem sequer vou espreitar as lagoas... mas pelo menos, devo ter tempo para jantar decentemente amanhã, Terça-Feira. Aceitam-se recomendações.

  Oh! Blasfémia!

Espera-se um grande blogue liberal desta livre associação entre o Catalaxia, o Cidadão Livre e o Mata-Mouros. Ainda por cima, arrancam com reforços...

Entrada directa para os obrigatórios.

  Os Extremos Zangam-se

O Barnabé não gostou do post de sexta-feira 'Os Extremos Tocam-se'. Segundo Daniel Oliveira, o que aqui se escreveu é que o Barnabé e os blogues fascistas são iguais. Não foi o único a não gostar. A extrema-direita também não deve ter ficado muito feliz.

Mas que esteja descansado o Daniel. A extrema esquerda e a extrema direita são muito diferentes. Por isso é que estão nos extremos opostos. Mas têm algumas coisas em comum: por exemplo, direitos iguais de exprimir as vossas posições que, na minha visão liberal, são radicais e extremistas. É bom que as minorias tenham voz. As vossas minorias, as minorias deles e as minhas minorias.

A resposta do Barnabé, mostra-nos uma esquerda, principalmente aquela que deixou de propagandear a palavra 'comunismo' que vive numa permanente incomodidade com o seu passado. O Daniel não quer ser da extrema-esquerda. Prefere, talvez, a expressão Nova Esquerda. Como o compreendo. Com um historial tão desgraçado, quem é que se vai querer associar à "Velha Esquerda"? talvez por isso o Bloco de Esquerda esconde com tanto cuidado o seu passado e as suas origens comunistas.

Recordemos dois dos grupos que lhe deram origem: UDP e PSR.

Lê-se no manifesto do PSR: 'O PSR é a secção portuguesa da IV Internacional. O seu objectivo é a revolução socialista que destrua o sistema capitalista e a exploração do Homem pelo Homem, criando as bases para o desenvolvimento de uma sociedade socialista, iniciando a destruição do Estado pela instauração da mais ampla democracia social e pela associação livre dos produtores.'

Pergunto a mim mesmo se os Barnabés reconhecem o nível de disparate destas palavras ou se, pelo contrário, continuam a rever-se nelas.

E claro, há algo que a extrema-direita e a extrema esquerda têm mesmo em comum. Resume-se nesta frase:"Na prática, se por algum infeliz acaso chegarem ao poder, só poderão satisfazer as suas pretensões políticas à custa de uma violenta castração das liberdades individuais dos cidadãos.? Não vejo outra maneira de chegarem aos vossos objectivos. Vocês, ou os da outra extrema. Não há.

Fim de Página